AMIGOS DO CARINHO EM SELOS

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Botando a cabeça para funcionar n 19 Minha participação



Brincadeira muito interessante, proposta pela Chica
Venham participar!


Imagem da semana:





O vento forte envergando o coqueiro imponente, fez lembrar da canção cantada por minha mãe, tão emocionada e infeliz.
Um coqueiro que, camuflava a solidão por entre suas muitas folhas no assoviar particular, como se fora o cenário de sua vida.
O deserto, o coqueiro, o mar ...
Tristes lembranças!


Autoria: Patrícia Pinna
Vídeo: You Tube
Imagens: Internet e do blog da Chica.


Quem quiser participar, basta ir ao seu blog

http://chicabrincadepoesia.blogspot.com.br/2017/07/botando-cabeca-pra-funcionar-n-19.html


Grata pelo carinho de todos!





8 comentários:

✿ chica disse...

Linda e tão emocionante tuia inspiração! Adorei a poesia e música. Obrigadão! bjs tudo de bom! Levei o link! chica

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Boa noite, Patrícia
Belíssima e emocionante leitura.
Gostei demais!
Deixo um beijinho carinhoso para tí
Verena e Bichinhos.

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Patrícia!
Seu poema denota tristeza mas eu te digo dias melhores virão, querida, pois Deus sabe o que é melhor para cada um de nós.
Seja feliz e abençoada!
Bjm de paz e bem

Josué da Silva Brito disse...

Estupendo!! Genial a disposição de ritmo com suas pausas e seu correr... Um poema muitíssimo bem construído, dando toda a elegância e poética necessárias a tristeza. Essa visão do coqueiro muito bem pode ser comparada a vida. Mesmo as mais fortes das criaturas pode ser dobradas pelas infelicidades. O coqueiro tal qual um humano simula a solidão tratando-a como habitual. Estou encantado com seus versos. Abraços!

Célia Lima disse...

Como sempre vc arrebenta em sua participação Paty parabéns. Linda música, saudosista mas linda. Uma imagem que me fez lembrar das ventanias que as vezes passo,mas o vento sopra me balança pra lá e pra cá, mas eu ñ caio não é nem saio do lugar.
Então é isso Paty,mais uma vez parabéns.

Anônimo disse...

Muito linda sua participação. Um poema incrível, elegante,bem construído. Inspiração de um talento nobre. Arrasou. Triste , melancólico, mas construído com muito talento.Simplesmente lindo. Muito obrigada pela partilha. Você é a melhor poeta que conheço, pois mexe com nossa alma e nosso coração transborda de sentimentos como um arco-íris. Rosa Valverde

Toninho disse...

Pois é Patricia, estas lembranças são mesmo de acalentar e creio que são boas formas de resgatar em certos momentos aquelas pessoas que não saem de nós.
Linda a musica que canto desde pequenino, fiz uma viagem ao ouvir esta musica.
Uma semana maravilhosa para você e que bons ventos soprem sobre você.
Bjs de tudo de bom querida amiga.

Zilda Oliveira disse...

Às imagens nos remetem as lembranças que guardamos no fundo d'alma! Parabéns pelo texto, amiga Patrícia Pinna! Beijos no coração. Bom dia!